Sampaio da Nóvoa considera “urgente” reiniciar as negociações com a Grécia

Sampaio da Nóvoa considera “urgente” reiniciar as negociações com a Grécia

Pedro Mariano

António Sampaio da Nóvoa elogiou esta segunda-feira a “coragem” do povo grego em dizer “não” às propostas que pretendiam “continuar políticas erradas de austeridade, de empobrecimento e de dependência”.

Em comunicado, o candidato presidencial considera que no referendo de domingo os gregos votaram no “não” em nome da “dignidade e da democracia” e de uma “outra visão para a Europa”.

Sampaio da Nóvoa considera urgente reiniciar as negociações e obter um acordo entre a Grécia e os credores, cabendo à União Europeia e a todos os seus membros “enfrentar a situação e construir as soluções que permitam reencontrar um caminho de paz e desenvolvimento, de solidariedade e convergência entre os países”.

Para o candidato a Belém, a vitória do “não” no referendo grego revela-se como um “gesto de liberdade que abre novas possibilidades de entendimento”.

“Sem a Grécia não há Europa”, defende Sampaio da Nóvoa, referindo que a Europa enfrenta agora um momento decisivo e que é exigido “sentido de Estado, lucidez e visão a todos os responsáveis políticos”.

 

Público, 06.07.2015