João Maria de Freitas-Branco

A vida faz-se com escolhas, sendo a dos amigos uma das mais excelentes, ditada, no meu caso, pelo reconhecimento da presença de duas qualidades: a bondade e a seriedade. Mas há acrescido motivo para o meu estar aqui, agora, neste combate eleitoral singular que sinto como a mais importante eleição presidencial da história da República de Abril: esta candidatura é gesto portador de corajoso e digno investimento de esforço para reunir a Política com a Moral, resistindo ao austeritarismo e levando decência, honradez, carácter para a esfera do poder político. Uma urgência cívica. António Sampaio da Nóvoa personifica a elevação necessária para expurgar a Pátria dos políticos kitsch que a têm adoentado. A qualidade humana dos que detêm a vara do mando determina a qualidade da política que se faz e da civilização que se constrói.