João da Cruz Carvalho

A candidatura do Sr. Professor António da Nóvoa à Presidência da República Portuguesa, é para mim entendida como uma consequência natural do seu percurso de vida ao serviço público, marcado por uma relevante intervenção cívica livre, decidida e responsável. A sua candidatura na forma e no tempo que foi anunciada constitui um ato corajoso e clarividente, certamente ancorado na sua crença de que é possível a intervenção cívica ao mais alto nível da esfera política sem o compromisso prévio dos partidos políticos. As ideias e os ideais que defende e o movem mobilizarão certamente milhares de cidadãos, colocando a sua candidatura num patamar supra partidário, criando um espaço de liberdade e conforto para a expressão da diversidade de crenças, anseios e opiniões. Assim a candidatura do Professor António da Nóvoa não é mais uma candidatura entre tantas outras, é um projecto assente numa nova visão sobre a sociedade portuguesa e sobre as responsabilidades e competências do Presidente da República como garante do seu bem estar e do seu desenvolvimento económico social e cultural bem como sobre as formas de as exercer no quadro constitucional vigente.