Rosário Gambôa

Escolher a primeira figura do Estado, quem nos representa e garante a unidade, o funcionamento democrático e soberania do País é um ato cívico da máxima responsabilidade. Eu votarei António Sampaio da Novoa: confio no homem justo, corajoso, conhecedor e empenhado que conheço há muitos anos. Acredito que a esperança só pode nascer da partilha de convicções, comunicadas e aprofundadas num ambiente de participação e mobilização de vontades. Portugal precisa de um folego de luz e confiança. Precisa de se unir e mover para um futuro mais agregador, combativo e estimulante. António Sampaio da Nóvoa tem a inteligência, os princípios e o saber para esta nobre e difícil tarefa.