Sampaio da Nóvoa, o candidato que “condiz muito” com Belém

Maria Flor Pedroso e Ana Gil

Em entrevista à Antena 1, Sampaio da Nóvoa mostra-se convicto de que haverá segunda volta nas presidenciais e que a campanha ganhou novo fôlego depois do debate com Marcelo Rebelo de Sousa.

O antigo Reitor da Universidade de Lisboa não se diz surpreendido com as palavras de Ramalho Eanes, que afirma que Sampaio da Nóvoa tem semelhanças com o atual Presidente da República Cavaco Silva. Refere que são pessoas diferentes e com ideias diferentes para o país.

No que diz respeito ao adversário mais direto, Marcelo Rebelo de Sousa, o antigo reitor diz que tem uma ideia de país muito diferente do candidato de direita.

Sampaio da Nóvoa diz que a candidatura que apresenta tem tanta legitimidade como qualquer outra, apesar de não ter um apoio claro de um partido, muito embora sinta que tal seria muito importante e bem-vindo.

Segundo o candidato, o momento mais marcante da pré-campanha aconteceu no dia em que se sentou frente a frente com Marcelo Rebelo de Sousa, no debate televisivo. Passou então a receber ecos positivos.

“A segunda volta vai ser completamente diferente da primeira e vai ser distribuído jogo outra vez”, sustentou.

“António Costa vai estar ao meu lado”, antecipou Nóvoa, que está também a contar com o apoio de todos os outros atuais candidatos de esquerda.

Sampaio da Nóvoa avisou, por outro lado, que, enquanto Presidente, não passará cheques em branco, promete analisar o Orçamento do Estado à lupa.

“Nunca ninguém me ouviria a fazer afirmações como aqueles que fez, há pouco tempo, Marcelo Rebelo de Sousa, de que aprovará o Orçamento de Estado para 2016. (…) Eu só posso pronunciar-me sobre um documento se o conhecer”.

O candidato a Belém confessa que o cargo de Presidente condiz muito com a sua personalidade: “As pessoas diziam que eu não ia gostar de fazer campanha, que eu não ia gostar de estar com as pessoas, e eu ouvia isto e ria-me para dentro. Porque eu não sou assim e estou a gostar imenso de fazer campanha. E o exercício do cargo de Presidente da República é um exercício que eu vou gostar imenso de fazer, porque é um cargo que está muito próximo do que são as minhas características. E é um cargo que condiz muito comigo”.

A entrevista a Sampaio da Nóvoa foi conduzida pelas jornalistas da Antena 1 Ana Gil e Maria Flor Pedroso.