• 22 Janeiro 2016

    Almoço em Lisboa junta cerca de 250 autarcas que apoiam Sampaio da Nóvoa

    “Terminar esta primeira fase da campanha junto de autarcas é terminar a campanha junto dos titulares de mandatos democráticos de proximidade, transmitindo por essa via uma marca que também quero deixar na Presidência da República durante o mandato ao qual me candidato: proximidade. Serei um Presidente sempre presente, estarei sempre junto das pessoas.”, Sampaio da Nóvoa, hoje em Lisboa.

  • 21 Janeiro 2016

    Porto com Sampaio da Nóvoa

    Centenas de pessoas percorreram as ruas do centro do Porto para apoiar Sampaio da Nóvoa. O Porto está com Sampaio da Nóvoa. Vamos?

  • 21 Janeiro 2016

    Sampaio da Nóvoa em Braga

    “Portugal só vai em frente com Nóvoa a Presidente!”
    Rosa Mota apoia Sampaio da Nóvoa. Está hoje em Braga a acompanhar todo este penúltimo dia de campanha. Somos cada vez mais!

  • 21 Janeiro 2016

    Últimos dias de campanha eleitoral a norte

    Ontem Sampaio da Nóvoa esteve em Guimarães e visitou a fábrica de calçado Kyaia (Fly London). Esteve sempre acompanhado pelo empresário e proprietário da empresa Fortunato Frederico, apoiante e mandatário da candidatura.

  • 20 Janeiro 2016

    NOTA A PROPÓSITO DAS NOTÍCIAS E BOATOS SOBRE A MINHA FORMAÇÃO ACADÉMICA

    Era suposto que a formação inicial de um professor catedrático, e que foi Reitor da maior universidade portuguesa, não fosse tema de conversa e baixa política numa campanha eleitoral. Era, mas não foi. Tenho estado calado por acreditar nos princípios republicanos da igualdade. Não me parece que faça qualquer sentido invocar os títulos académicos numa campanha, mas, perante a insistência, não me resta outra alternativa que não responder.

  • 20 Janeiro 2016

    Nuno Teotónio Pereira (1922 – 2016)

    Tomei há pouco conhecimento do falecimento de Nuno Teotónio Pereira, cujo desaparecimento muito empobrece Portugal e cuja memória perdurará entre todos os que se empenham na construção da Democracia e da Liberdade.
    Figura de referência da arquitectura portuguesa contemporânea, Nuno Teotónio Pereira deixa marcas visíveis do seu génio e da sua criatividade nas nossas cidades, lega-nos o produto das sucessivas gerações de arquitectos que ajudou a formar e, para além disso, grava o seu lugar na história da luta contra a Ditadura e pela conquista das liberdades fundamentais, antes e depois de Abril.
    Tive o privilégio de ter podido privar com a sua presença cativante e o seu espírito crítico e de cidadão sempre empenhado, muito me honrando os contributos que deu para a missão cívica em que me encontro atualmente empenhado. À sua família e amigos deixo sentidas condolências, seguro de que Portugal guardará na sua memória um dos mais ilustres filhos do século XX.

    António Sampaio da Nóvoa